Projeto de melhorador de ignição com etanol na fórmula avança

O dia 13/11/18 foi marcado por um encontro muito importante em Brasília entre representantes do Sindalcool, o presidente executivo Edmundo Barbosa, do departamento de química da UFPB, professor Petrônio Athayde Filgueiras Filho, diversos diretores e o presidente da Imbel – Indústria de Material Bélico do Exército Brasileiro, Gen. do Exército Celso Tiago.

O encontro ocorreu em função do projeto que existe há cinco anos, do Sindalcool em parceria com a UFPB, de produção de um novo biocombustível com menores emissões de CO2 a partir do Etanol, que utiliza um acelerador de ignição para os motores ciclo Diesel, o ED127. Há mais de um ano o professor Athayde testa o ED127 utilizando um motor diesel, o que se mostrou muito animador, pois é uma perspectiva de redução das emissões de gases nos transportes. O ED127 tem a função de acelerar o processo de combustão, de explosão por pressão, e deverá ser produzido pela IMBEL. De acordo com o professor Petrônio Filho “A reunião com a IMBEL foi importantíssima para viabilizar a produção em larga escala. O Brasil será destaque internacional como uma nação que está envolvida com as questões ambientais, como a diminuição de poluentes causadores do aquecimento global, bem como com a saúde pública”.

“Foi uma reunião muito proveitosa, muito positiva, de construção da parceria entre o Sindalcool com a Imbel, para que possamos avançar neste projeto”, avaliou Edmundo Barbosa. O presidente executivo do Sindalcool já havia entregue o aditivo melhorador no Centro de Pesquisas de Brasília, e este já vem sendo avaliado pela ANP.

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *