A Comissão Avaliadora do ‘Prêmio Afrafep de Educação Fiscal’ no Estado da Paraíba divulgou os vencedores da etapa estadual na edição de 2020. Duas escolas estaduais públicas integrais, uma universidade privada e uma emissora de televisão foram os quatro projetos ganhadores este ano da 4ª edição consecutiva do prêmio estadual de educação fiscal.


Na categoria Escola, os dois projetos vencedores da Escola Cidadã Integral Técnica Estadual Daura Santiago Rangel (ECITE Daura Santiago Rangel), no bairro José Américo, em João Pessoa, foram “FiscoDaura – Educação Fiscal em Ambiente Virtual”, coordenado pelo professor Eduardo Braga Costa dos Santos e com a co-orientação da professora Denise Dantas Muniz. O outro vencedor, da mesma escola, foi o projeto intitulado de “Novo Fundeb: Pra quê?”, coordenado pela professora Acsia Lino de Alencar Gregório.

Desde 2016, o Sindicato da Indústria de Fabricação de Álcool na Paraíba (Sindalcool), mantém parceria com a Escola Cidadã Integral Técnica Estadual Daura Santiago Rangel (ECITE Daura Santiago Rangel), no bairro José Américo. A parceria consistiu em apoio para acesso a rede internet, além de discussões com professores para a apresentação de projetos.

O presidente do Sindalcool, Edmundo Barbosa, creditou o merecido prêmio conquistado pela escola aos professores pelo trabalhado para maior empregabilidade, transmitindo esperança e ampliando a visão e o leque de oportunidades dos alunos.


Na categoria Instituição, o vencedor foi o projeto da Sociedade de Ensino Superior da Paraíba (UNIESP) intitulado de “Nota Cidadã”, coordenado pelo professor Cléber Soares Brito, enquanto na categoria Profissionais da Imprensa a reportagem vencedora foi a da TV Correio, produzida pelo jornalista José Felipe Ramos de Sá, sobre a “Importância da Nota Cidadã, que faz parte da educação financeira”. Já na nova categoria Profissional da Tecnologia não houve vencedor este ano.


Além do certificado da Afrafep de premiação, cada um dos vencedores receberá o prêmio de R$ 3.000 pela autoria e desenvolvimento do projeto ou da reportagem, voltados às temáticas de educação fiscal. A data e o local da entrega da premiação aos vencedores de 2020 ainda serão definidos pela Associação dos Auditores Fiscais do Estado da Paraíba (Afrafep).


Projetos fizeram mais uso de tecnologia – A coordenadora do Programa de Educação Fiscal do Estado da Paraíba da ESAT (Escola de Administração Tributária), Ciliana Nunes, órgão vinculado à Secretaria de Estado da Fazenda, revelou que houve um número menor de inscrições este ano no Prêmio Afrafep, em relação aos anos anteriores, devido à pandemia da Covid-19, que suspendeu as aulas presenciais em escolas e também em instituições do ensino superior na maior parte do ano. “Porém, os projetos inscritos abordaram temas relevantes com excelente nível técnico e o desejo de se reinventar, pedagogicamente, diante da pandemia, mesmo com as escolas fechadas. Percebemos que, por isso, os projetos fizeram um forte uso de tecnologia como mola propulsora da disseminação da educação fiscal, por meio digital. A Comissão Técnica de Avaliação do Prêmio que participou do julgamento foi formada por representantes do Sindisfisco-PB, da ESAT e da Afrafep, com base no regulamento. Sabemos que trabalhar educação fiscal não é uma tarefa fácil, pois requer compromisso, estudo e disposição, mas os frutos são prazerosos. Afinal, ainda encontramos prêmios de incentivos e de valorização como este da Afrafep no Estado, que está na sua 4ª edição. Como coordenadora do Programa de Educação Fiscal do Estado da Paraíba, parabenizo a todos os vencedores da edição 2020 por trabalharem a educação fiscal em suas instituições”, enalteceu.


Projeto gerou engajamento – A professora de Sociologia da Escola Cidadã Integral Técnica Estadual Daura Santiago Rangel, Acsia Lino de Alencar Gregório, uma das vencedoras do prêmio Afrafep de Educação Fiscal na categoria Escola, diz que “se sente muito honrada ao ficar entre os projetos premiados da edição de 2020. É a primeira vez que participo deste prêmio e, mesmo com todos os desafios pedagógicos que o ano letivo trouxe por causa da pandemia, foi possível desenvolver projetos paralelos e lograr êxito, de forma digital, com as redes sociais e nas atividades do ensino remoto. O prêmio, além de um incentivo importante para trabalhar a temática de educação fiscal, gera reconhecimento e visibilidade de novas práticas pedagógicas, por isso divido essa premiação com a equipe da ‘Rádio Escola Nas Ondas do Daura’ por conseguirmos engajar em uma campanha cidadã: alunos, professores, pais e a sociedade com o tema do Novo Fundeb”, comentou.


Redes sociais como mais um campo de cidadania – O professor também da Escola Cidadã Integral Técnica Estadual Daura Santiago Rangel, Eduardo Braga Costa dos Santos, recebeu a notícia do prêmio com grande alegria. “A equipe FiscoDaura recebe este resultado que nos laurea pelo esforço e dedicação entregues para com a Educação Fiscal. Este prêmio representa, principalmente, a superação de limites e paradigmas, demonstrando que as redes sociais são um campo de diálogo e de construção do conhecimento e da consciência cidadã”, declarou.

Sindalcool com Assessoria da Sefaz-PB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *