Moagem de cana na Paraíba atinge mais de cinco milhões de toneladas nos primeiros 15 dias do ano

Dados do Sindalcool-PB indicam crescimento no consumo e valorização do etanol.

 

A moagem de cana-de-açúcar na primeira quinzena de janeiro na Paraíba totalizou 5.372.932 milhões de toneladas. O número representa um aumento de 8,4% ou 415.694 mil toneladas em relação à mesma posição da safra anterior, conforme dados do Sindicato da Indústria de Fabricação do Álcool no Estado da Paraíba (Sindalcool-PB).

Seguindo essa tendência de aumento, a produção de Etanol Anidro está em 204.652.000 milhões de litros. Isto representa um crescimento de 8,2% em relação à safra passada. 

Já o Etanol Hidratado alcançou 106.221.000 milhões de litros nesta primeira quinzena do ano. A Paraíba também teve um crescimento no estoque de Etanol Hidratado: uma elevação de 11,9% em relação à mesma posição da safra anterior (21/22).

O sindicato aponta ainda que, dos anos 2013 a 2022, o consumo de etanol comum no estado aumentou em 221%, fazendo com que a elevação da moagem indique também um crescimento neste consumo.

No momento, todas as usinas do estado ainda estão moendo. A safra continua até abril. Algumas unidades vão encerrar a safra em fevereiro. As usinas mantêm estoques para abastecimento nos meses seguintes. Em julho, a produção contínua de etanol, 24 horas por dia, será retomada, como em anos anteriores.

 

Dados da produção de açúcar

Já a produção de Açúcar Cristal está em 101.760 mil toneladas – 17,6% maior que a safra anterior. O VHP (Açúcar bruto de exportação) cresceu 19%, atingindo 23.445 mil toneladas. O açúcar demerara, preferido por naturalistas, veganos e vegetarianos, alcançou  1.393 toneladas na safra atual.