Parceria Usina Monte Alegre e Prefeitura de Mamanguape oferece aos colaboradores a vacina contra a Influenza

Os colaboradores da Usina Monte Alegre foram imunizados na manhã da segunda-feira (12), com a vacina contra a Influenza (H1N1), graças a uma parceria da agroindústria com a Prefeitura Municipal de Mamanguape.

Para a gerente de Recursos Humanos da Usina Monte Alegre, Cicília Gonçalves, essa é mais uma ação de saúde com os colaboradores em um tempo bastante oportuno em que o mundo está vivendo. “Vacina salva!”, destacou.

De acordo com o secretário de Saúde de Mamanguape, Rafael Aires, a Prefeitura Municipal atendeu à solicitação da usina e de posse de um levantamento, a demanda foi atendida tendo em vista o volume grande de colaboradores. “Se vacinarmos essa quantidade de pessoas, a gente consegue aumentar a expansão da vacina, e assim, criar um perfil epidemiológico mais seguro. Essa parceria com a Monte Alegre sempre foi de muita valia para o município, e nós destacamos que a agroindústria está dentro de nosso território”, lembrou.

Ele informou ainda que a Prefeitura Municipal de Mamanguape, ampliou o horário de vacinação diferenciado contra a Covid, que vai das 8h00 às 20h00, para poder atender as pessoas que trabalham no setor privado. 

A prevenção através da vacina H1N1 vem auxiliar o esclarecimento sobre a necessidade de outras vacinas em todas as faixas etárias, como a vacina da Covid.

Para o presidente do Sindicato da Indústria de Fabricação de Álcool na Paraíba (Sindalcool), Edmundo Barbosa, a valorização da saúde e da redução de riscos deve reforçar os cuidados do protocolo adotado por todas as usinas. “A Prefeitura de Mamanguape e a Usina Monte Alegre demonstram, com isso, responsabilidade social e ambiental”, destacou.

Segundo o Ministério da Saúde a campanha nacional de vacinação contra a gripe em 2021 se estende até o dia 9 de julho e a expectativa é imunizar 80 milhões de brasileiros de diferentes grupos prioritários gratuitamente, via o SUS. 

Só crianças com menos de 6 meses de vida e pessoas com histórico de reação alérgica intensa aos componentes da vacina da gripe têm contra-indicação.

No mais, deve ser respeitado um intervalo de pelo menos 14 dias entre a aplicação da vacina da Covid-19 e a da gripe. O imunizante contra o coronavírus deve ser priorizado.