Uma equipe multidisciplinar de pesquisadores do Polo de Inovação e Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) do Instituto Federal de Educação na Paraíba (IFPB), iniciou um trabalho de prospecção com as indústrias do setor sucroalcooleiro do Estado da Paraíba.

A primeira indústria a ser visitada foi a Tabu, localizada em Caaporã. Além da Tabu, a equipe visitou as Usinas D’Pádua, Miriri, Monte Alegre e Japungu.

A equipe de prospecção formada por engenheiros mecânicos, químicos, eletricistas, agrônomos, da computação e administrador, realizou a primeira visita na intenção de identificar oportunidades, discutindo possibilidades de parceria por meio de projetos de PD&I e Extensão Tecnológica, com vista a resolução de problemas reais encontrados nas indústrias visitadas.

A Embrapii é uma Organização Social qualificada pelo Poder Público Federal que apoia instituições de pesquisa tecnológica fomentando a inovação na indústria brasileira.

Segundo o coordenador da unidade Embrapii/IFPB e diretor do Polo de Inovação, professor Erick Melo, esse ecossistema da indústria sucroalcooleira do nosso Estado é um celeiro riquíssimo de possibilidades para a realização de parcerias em PD&I e Extensão Tecnológica. “A ideia é inserirmos esse ecossistema na indústria e agricultura 4.0, promovendo desta forma uma revolução tecnológica no setor sucroalcooleiro da região”, informou.

Para o presidente da associação de empresas produtoras de etanol, açúcar e bioeletricidade (Sindalcool), Edmundo Barbosa, o setor está em boa direção, pois as empresas mais intensivas em conhecimento são muito mais inovadoras. “A colaboração da Embrapii é essencial. Estamos diante de uma longa estrada rumo ao desenvolvimento. Demos o primeiro passo”, destacou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *