Sindalcool-PB participa de evento sobre políticas climáticas em João Pessoa

Nos dias 6 e 7 de Dezembro, foi realizado pelo Governo da Paraíba, em João Pessoa, o evento Panorama das Políticas Climáticas na Paraíba e no Nordeste. O objetivo do evento era apresentar as ações que vêm sendo desenvolvidas na Paraíba e demais estados do Nordeste para mitigar o impacto climático.

O Sindicato da Indústria de Fabricação do Álcool na Paraíba (Sindalcool-PB) foi uma das entidades parceiras da iniciativa e organizou o eixo 4 do encontro, intitulado “Net Zero e Créditos de Carbono”.  

Os temas das palestras do eixo 4 foram “Brave: uma revolução para o Sertão”, do Profº Dr. Gonçalo Pereira (UNICAMP); Transição Energética e Mobilidade Sustentável, do presidente-executivo do Sindalcool-PB, Edmundo Barbosa; e “RenovaBio: Tendências com a evolução do mercado de carbono”, do Dr. Pietro Mendes, assessor da Presidência da Empresa de Planejamento e Logística S.A (EPL). 

O professor Gonçalo Pereira mostrou como o Agave pode ser utilizado como fonte de energia limpa, renovável e com grande potencial para produção de etanol. Segundo Gonçalo, a planta é tão boa para a produção de etanol quanto a cana-de-açúcar ou milho. Ela precisa de pouca água, o que facilita seu cultivo na região do semiárido brasileiro.

A Unicamp, Shell e o Senai Cimatec  formaram uma parceria para desenvolver e explorar o agave

O Dr. Pietro Mendes, que veio do Rio de Janeiro para o encontro, mostrou como funciona o mercado de carbono e os requisitos para conseguir uma certificação, além de explicar para os presentes como funciona o RenovaBio, o programa nacional que estimula a produção de biocombustíveis e reduz a intensidade de carbono na matriz dos combustíveis. 

 

        

Etanol no centro da transição energética

Edmundo Barbosa trouxe as causas e consequências das mudanças climáticas. A queima de combustíveis fósseis ainda é a principal vilã  das emissões de gases do efeito estufa (GEE).  

Além das consequências ambientais, a queima de combustíveis fósseis também é uma questão de saúde pública, pois contribui para o surgimento e desenvolvimento de doenças respiratórias que podem levar à morte. 

O etanol é usado no Brasil e em algumas partes do mundo como uma fonte de energia limpa e renovável viável para descarbonizar o setor automotivo A índia, que possui 20 das 32 cidades mais poluídas do mundo, está usando etanol e a tecnologia flex para mitigar as emissões. 

 

Gasolina consumida na Paraíba lança 1.149.679 mi/ton de CO2 na atmosfera

Um levantamento interno do Sindalcool-PB mostrou que o consumo de gasolina na Paraíba foi responsável por lançar 1.149.679 mi/ton de CO2 na atmosfera. Os dados levam em consideração o consumo de gasolina no estado, que de Janeiro a Outubro foi de 569.147.872 milhões de litros.

Já o etanol anidro e hidratado consumidos na Paraíba foram responsáveis por evitar 316.422 mi/ton de CO2 no ar. 

 

“Cumprimentamos mais uma vez a todos que contribuíram para a realização do evento. Para nós, o evento fez parte das nossas comemorações da Política Nacional dos Biocombustíveis, o RenovaBio, a Lei 13576/2017, instituída como política de estado para dar cumprimento ao compromisso do Brasil de redução 28% das emissões nos transportes até 2030 através da substituição dos combustíveis fósseis. Através dessa lei, as usinas da Paraíba foram certificadas e passaram a documentar todos processos de produção, sempre computando as emissões de CO2, desde o plantio até a entrega do etanol ao mercado para distribuidoras e postos revendedores. Durante a palestra, discutimos a urgência na redução de emissões do particulado, partículas muito pequenas que se misturam ao ar por meio do diesel e da gasolina e são inaladas pela população com consequências graves para a saúde”, destacou o presidente-executivo do Sindalcool-PB, Edmundo Barbosa. 

 

 

A discussão sobre políticas públicas sobre mudança climática está diretamente relacionada à substituição dos combustíveis fósseis e o papel estratégico dos biocombustíveis na matriz energética para a sustentabilidade. 

 

Confira abaixo o vídeo da gravação do evento: