Um diálogo entre dois personagens do meio rural: Zé Bila (agiota) e Pedrinho (cortador de cana), tem servido de pano de fundo para chamar a atenção sobre os efeitos da pandemia no setor sucroenergético paraibano. O teatro “As Aventuras de Pedrinho”, em formato mp3 e mp4, estreou nesta terça-feira (19), numa emissora de rádio no Vale do Mamanguape e na narrativa, que utiliza uma linguagem popular voltada para o meio rural, enfoca a preservação dos empregos na atividade, a partir do estímulo ao consumo de um combustível limpo: o etanol, caso as pessoas precisem sair de casa.

O ator e diretor da Companhia Paraíba de Dramas e Comédias, Erivan Lima, lembrou que desde 2003, a companhia mantém um trabalho com teatro empresarial voltado para os trabalhadores das usinas de cana-de-açúcar na Paraíba, sempre voltado para temas didáticos como: segurança no trabalho, alcoolismo, prevenção de doenças, entre outros, que envolvam as famílias dos colaboradores e cortadores de cana.

A abordagem, pioneira no setor sucroenergético paraibano deu tão certo que se tornou referência nacional na atividade, ao mudar, até mesmo comportamentos na atividade produtiva, como a diminuição de faltas na jornada de trabalho, segundo o gerente da Japungu, Dante Guimarães.

Agora, em meio a pandemia, entra em cena, as formas de como se evitar a propagação da doença, além de destacar os benefícios do consumo com o etanol, tanto para o meio ambiente, como para a economia, uma vez que o setor, já amarga prejuízos econômicos, onde o estoque na Paraíba atinge 32 milhões de litros armazenados, em decorrência da queda nas vendas do produto.

Para estabelecer uma comunicação com a população, o Sindalcool, desde a última semana, deu início a campanha “Etanol é só beleza. Abasteça com etanol”, como forma de estimular o consumo do produto e salvar mais de 20 mil empregos no setor paraibano.

No site da entidade, o www.sindalcool.com.br, jingles e adesivos já estão disponíveis ao download, para as pessoas ou empresas que abracem a causa.

O presidente do Sindalcool, Edmundo Barbosa, convida às emissoras de rádio para que sejam parceiras e façam adesão à campanha. Com isso, esses meios de comunicação ganham conteúdo e animação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *